Após a eliminação, é hora de retornar para casa. Sob aplausos da torcida brasileira, os jogadores da Seleção deixaram o hotel em Kazan pouco antes das 10h ( do horário de Brasília) – muito embora uma primeira leva tenha saída pouco antes rumo a São Peterburgo. Após deixar a cidade russa às 11h50 (de Brasília), o voo de volta faz escala em Madri e chega ao Rio de Janeiro no início da manhã de domingo.
Tite deixa hotel da Seleção em Kazan (Foto: AFP)
Tite deixa hotel da Seleção em Kazan – (Foto: AFP)
Jogadores da seleção brasileira deixam hotel sob aplausos
Os primeiros a deixar a concentração, rumo a São Petersburgo, onde encontrarão suas famílias, foram Alisson, Ederson, Cássio, Thiago Silva, Marquinhos, Filipe Luís, Fernandinho, Paulinho, Renato Augusto, Willian e Firmino, além do preparador de goleiros Taffarel – todos devidamente aplaudidos. O número de torcedores apoiando, embora menor que na chegada da delegação a Kazan (muitos já deixaram a cidade), foi expressivo.
Antes de deixarem a concentração rumo ao aeroporto, os jogadores receberam as visitas de alguns familiares. A mãe, a irmã e o filho de Neymar, por exemplo, estiveram neste sábado no hotel que a Seleção ficou hospedada em Kazan. Ele ganhou um abraço apertado da mãe e pegou o filho no colo.
Eliminada, a seleção brasileira tem um compromisso marcado para o segundo semestre: o amistoso do dia 8 de setembro, contra os Estados Unidos, em Nova York. Já a Bélgica volta a campo na próxima terça-feira para encarar a França, às 15h, em São Peterburgo, na busca por uma inédita vaga na final.
Ônibus da Seleção deixa o hotel em Kazan – (Foto: Edgard Maciel de Sá)