4d2d6c01c825b7fe1b71bea09f54fd6d Patos

Uma ação desencadeada na manhã desta sexta-feira, dia 08, por volta das 06h00, tendo apoio de policiais do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM), cumpre mandados de busca e apreensão de 26 veículos da empresa D & R Locações de Veículos LTDA-ME.

A empresa presta serviços de locação de veículos para Prefeitura Municipal de Patos e, de acordo com informações, vários destes carros estavam no pátio de estacionamento do Centro Administrativo Aderbal Martins, Bairro Belo Horizonte, quando oficiais de justiça e os policiais deram cumprimento ao mandado.

Dois veículos da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STtrans) também foram apreendidos, pois também pertenciam a D & R.

A D & R Locações de Veículos LTDA-ME está em débito com a financeira e em detrimento disto conseguiu junto do poder judiciário uma liminar para busca e apreensão até que se regularize a situação. O Ministério Público Federal (MPF) também tem um inquérito civil público que apura irregularidades na contratação da empresa por parte da Prefeitura Municipal de Patos.

Falando sobre o caso, o assessor jurídico da Prefeitura de Patos, Dr. Philippe Palmeira, disse que a operação não tem nada a ver com a prefeitura, mas sim com a empresa, pois o município vem honrando com o contrato firmado entre edilidade e empresa. “A busca e apreensão não foi para o Município de Patos, foi para financeira D & R. Como os carros estavam locados ao Município de Patos, o oficial de veio atrás onde os carros estavam”, relatou Philippe.

A Prefeitura, através de seu coordenador de Comunicação, Misael Nóbrega, emitiu a seguinte nota:

Com relação a esse mandado de busca e apreensão, junto a D&R locadora, ocorrido hoje nas cidades de Patos e João Pessoa, envolvendo essa empresa prestadora de serviços da prefeitura de Patos, segundo consta, por débito financeiro com bancos da capital, TEMOS O SEGUINTE A DECLARAR: O prefeito Dinaldinho Wanderley, após apurar se o município terá prejuízos com o episódio, e de posse de todas as informações sobre o ocorrido irá se pronunciar sobre o fato, adiantando que a PREFEITURA DE PATOS não tem nada a ver com esse episódio, do ponto de vista jurídico.

 

Jozivan Antero – Patosonline.com