O ex-senador e presidente estadual do Democratas (DEM), Efraim Morais, rebateu as declarações da executiva estadual do PT, que tem afirmado que não pretende participar de nenhuma chapa e dividir o palanque com membros do DEM. Segundo Efraim, em uma chapa majoritária, é importante que nomes que tenham voto sejam colocados como prioridade.

“É preciso que se coloquem nomes que venham a ter um relacionamento com toda a Paraíba. Tem que ter um nome que tenha voto. Você não pode se dar ao luxo, nesse momento, em uma eleição acirrada que é a da Paraíba, de estar escolhendo candidatos que não tenham um conhecimento daquilo que acontece em uma eleição majoritária. É preciso que se entenda que o PT é importante no processo, agora não pode nem o PT, nem Democratas, nem qualquer outro partido, impor nomes que não venham ser importantes para a compactação da chapa”, disse.

E acrescentou que o nome de João Azevêdo (PSB) não se encaixa neste critério, pois, de acordo com ele, mesmo não tendo sido testado em nenhuma eleição, João é um nome que tem feito política na Paraíba há muito tempo.

“O João Azevêdo é um candidato que não foi testado nas urnas, mas talvez tenha sido entre todos nós o que mais política fez. Na hora em que você construía da primeira até a última estrada, João participava disso, João conversava com o prefeito, João conversava com o povo. Então eu entendo que política não é só pedir voto, é preciso ter um relacionamento técnico, e João é o nome que conhece mais a Paraíba nesse momento”, explicou.

BLOG DO GORDINHO