politica

O desejo de participação do PT na chapa majoritária encabeçada pelo pré-candidato ao Governo do Estado, João Azevêdo (PSB), foi manifestado nesta quarta-feira (16) pela presidente da executiva nacional do partido, a senadora Gleisi Hoffmann. Segundo Gleisi, existe uma gratidão muito grande de seu partido para com a figura do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), e gostaria muito que o PT tivesse uma notável participação na chapa majoritária.

“Primeiro lugar eu quero dizer que a gente tem uma grande gratidão com o governador Ricardo Coutinho, por todos os posicionamentos dele, e, mesmo aí na Paraíba, as medidas que adota dialoga com aquilo que entendemos para políticas públicas. Agora, em relação à questão eleitoral, a nossa tendência, óbvio, é apoiá-lo, mas nós gostaríamos de contribuir participando da chapa majoritária do processo eleitoral”, disse.

Para ela, nomes não faltam dentro PT com qualificação para isso. “Nós temos nomes, pessoas com referência política que nós acreditamos que podem ajudar nesse processo. Então eu acho que nós temos condições de conversar com o governador, com a nossa direção. São momentos de conversa agora”, afirmou.

Gleisi também comentou sobre o incômodo de alguns membros do PT da Paraíba de terem que eventualmente dividir o palanque com nomes que outrora foram favoráveis à processos contra o partido, como o caso do impeachment.

“É natural que a gente tenha esse incômodo porque não foi fácil o que aconteceu. O impeachment, a própria prisão do presidente Lula, então causa um desconforto. Mas nós temos esse problema em outros estados do Brasil também. Nunca é demais lembrar que o próprio PSB foi um partido que em relação ao impeachment, se posicionou favorável, nem por isso nós deixamos de conversar com o PSB”, explicou.

Candidatura de Lula

A senadora explicou também como ficará a situação da candidatura do ex-presidente Lula à Presidência da República. Para Gleisi, e para o partido, Lula continua sendo candidato.

“Primeiro que nós estamos com a candidatura do presidente Lula, ele está apto do ponto de vista legal e nós temos condições de fazer isso. É claro que lá na frente se nada der certo nós vamos ter uma estratégia e aí a gente conta muito também com a sabedoria política do presidente lula, ele não vai deixar o povo na mão. Ele vai saber o que fazer. Eu acho que no momento certo, o PT e Lula poderão se posicionar”.

Fonte: Blog do Gordinho