politica

Coluna Fogo Cruzado – 24 de março de 2018

A eleição presidencial deste ano está muito parecida com a de 1989, a primeira após o encerramento do regime militar, pelo menos em número de candidatos. Até ontem 15 pré-candidatos já estavam em campanha. Em 1989 foram 23, entre eles o pernambucano Roberto Freire que disputou pelo PCB. Este ano já se apresentaram 15, a saber: Lula (PT), Jair Bolsonaro (PSL), Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro Gomes (PDT), Álvaro Dias (Podemos), Fernando Collor (PTC), Valéria Monteiro (PMN), Rodrigo Maia (DEM), João Almoêdo (Novo), Guilherme Boulos (PSC), Paulo Rabello de Castro (PSC), Manoela D’Ávilla (PCdoB), João Vicente Goulart (PPL), José Maria Eymael (PSDC) e Levy Fidélix (PRTB). Esse número poderá chegar a 18 se o presidente Michel disputar a reeleição e o ministro Henrique Meirelles resolver concorrer. Como o Congresso Nacional, demagogicamente, encurtou o tempo para a realização da campanha eleitoral, fazendo com que a maioria deles tenha alguns segundos para dar o seu recado, a exemplo do Prona com o seu “meu nome é Enéas”.