Tite convocou 25 jogadores para os amistosos contra Rússia e Alemanha, mas, em sua entrevista coletiva, citou outros tantos que ficaram fora da lista. Antes mesmo de divulgar os nomes, ele deixou claro que vai manter suas observações até definir os 23 da Copa do Mundo, no início de maio. E o técnico teve que falar também, logicamente, sobre Neymar.

Sem o atacante, que foi operado em razão de uma fratura no quinto metatarso do pé direito, e só deve voltar a jogar em meados de maio, Tite quer ver um Brasil igualmente forte.

– Vejo como fato real não ter o Neymar, vamos direcionar nosso trabalho. Foi muito feliz o pai do Neymar em dizer que a primeira preocupação é com a saúde do atleta. Não se paga o preço de vencer uma Copa do Mundo com a saúde de alguém.

– (Neymar) é um jogador diferente, é Top 3. Mas equipe forte se faz independentemente de nomes.

– Força de equipe é fundamental e temos que ter essa força para suplantar adversidades, como essa, mas projetando tê-lo (Neymar) para a Copa – disse Tite.

PolêmicaPB