Um comerciante foi parar na delegacia de Patos após agredir o filho e a filha por ter supostamente flagrado os dois mantendo relações sexuais nessa quinta-feira (8), em Santa Luzia, no Sertão da Paraíba.

De acordo com as informações da polícia, o comerciante, identificado como Iran alegou que, ao voltar para casa nessa quinta, encontrou os dois na cama praticando relações sexuais. “Aí, quando vi aquilo, me deu revolta e eu acabei batendo nos dois. Por isso estou aqui preso. Eu nunca fui preso. Não tenho como aceitar uma situação como essa”, disse o suspeito.

Os filhos do comerciante são de mães diferentes, sendo o rapaz de 17 e a moça de 16 anos. Há quatro meses, a adolescente deu a luz a um bebê fruto de incesto, que estava sendo criado pela avó, companheira do comerciante.

De acordo com os relatos da companheira do comerciante, mãe da adolescente, Iran “tem conversa pra derrubar avião” e garante que ele é um homem violento, que já teria ameaçado de morte o casal de menores por causa da situação.

“Eu também não aceito isso, mas aconteceu, o que agente pode fazer? Ele não conta que já colocou a faca no pescoço da filha, que vive ameaçando meu filho e que uma vez quase derruba meu portão com chutes. Só não conseguiu por que meu atual esposo evitou. A esposa dele, que é a mãe da garota, não aguentou a situação e foi embora de Santa Luzia. Ela não aguentou a brutalidade dele e disse que quando se estabilizar vem buscar os dois filhos dela com ele e a bebê”, contou.

O delegado responsável pelo Inquérito Policial é Manoel Martins, que passou boa parte da manhã ouvindo os envolvidos.

Fonte: Click pb