A Secretária de Estado da Comunicação Institucional da Paraíba (Secom-PB) registrou queixa, nesta segunda-feira (18), na Delegacia-Geral de Polícia Civil, contra a divulgação de conteúdos diversos a respeito de solenidades do Governo do Estado.

Em nota distribuída neste domingo (17), a Secom-PB alertou à imprensa que informações atribuídas fraudulentamente à pasta estariam sendo divulgadas.

“Reafirmamos e alertamos aos profissionais da mídia paraibana, bem como aos paraibanos de uma maneira geral, que somente considerem material oficial da Secom Estadual o conteúdo enviado pelo endereço secom@paraiba.pb.gov.br, devidamente publicado, simultânea ou paralelamente, no site oficial do governo paraiba.pb.gov.br, bem como nos endereços institucionais nas redes sociais, a saber facebook: facebook.com/GovernoParaiba (Governo do Estado da Paraíba) e instagram @govparaiba”, diz trecho da nota divulgada pela Secom-PB.

A queixa na Delegacia-Geral, que fica localizada na sede da Secretaria da Segurança e da Defesa Social, em Mangabeira, foi registrada pelo secretário executivo de Comunicação, jornalista Tião Lucena.

Leia abaixo na íntegra a nota distribuída no domingo pela Secom-PB:

De forma inadequada e irresponsável, setores têm veiculado conteúdos diversos a respeito de solenidades do Governo do Estado, atribuindo fraudulentamente a autoria à Secretaria de Estado da Comunicação Institucional.

Reafirmamos e alertamos aos profissionais da mídia paraibana, bem como aos paraibanos de uma maneira geral, que somente considerem material oficial da Secom Estadual o conteúdo enviado pelo endereço secom@paraiba.pb.gov.br, devidamente publicado, simultânea ou paralelamente, no site oficial do governo paraiba.pb.gov.br, bem como nos endereços institucionais nas redes sociais, a saber facebook: facebook.com/GovernoParaiba (Governo do Estado da Paraíba) e instagram @govparaiba .

A Secretaria de Estado da Comunicação Institucional irá registrar Boletim de Ocorrência para denunciar esse tipo de conduta criminosa, e acionará o setor jurídico para tomar as devidas providências em caso de exploração de conteúdos equivocadamente atribuídos à pasta.

Paraíba Já