O prefeito Luciano Cartaxo já declarou que não vai para a reunião de HOJE convocada pelo governador Ricardo Coutinho para discutir soluções contra o embargo à instalação do Home Center Ferreira Costa em João Pessoa. Mas não está parado. A redação entrou em contato com a empresa para confirmar a presença no debate de HOJE e descobriu uma bomba que aquece mais ainda o debate.

O prefeito teria entrado em contato com representantes do grupo pedindo que eles não compareçam a reunião com o governador. Cartaxo teria sugerido um encontro paralelo com os representantes antes da conversa no Palácio. A reunião contaria com representantes do Ministério Publico, da CDL, associação de bairros e prometeu que “daria um jeito” de resolver toda a pendência criada. Caso os representantes do Ferreira Costa se recusassem a participar, teriam mais dificuldades para a implantação do empreendimento. Pelo que foi apurado, a própria fonte desconhece o destino da empresa. Se vai ceder ao prefeito, ou se irá continuar na briga.

A obra do Home Center Ferreira Costa previa a geração de 500 empregos na capital. Foi embargada, com aplicação de multa, sob acusação de irregularidades no uso do solo. Diante do embargo, o grupo decidiu retirar o empreendimento do estado e gerou um impasse entre governo estadual e municipal. Ricardo Coutinho considerou o ato um golpe na geração de emprego e renda no estado e quer resolver o caso.

Fonte: Polêmica Paraíba