É estranho, muito estranho, e bote estranho nisso, o silêncio sepulcral do prefeito Luciano Cartaxo em torno do caso Ferreira Costa. A imprensa falou, os vereadores falaram, deputados discursaram, o povo lamentou, quinhentos empregos foram embora para o Rio Grande do Norte e o prefeito calado, mudo, silencioso, fazendo de conta de que nada tem a ver com a coisa, com o acontecido, com o lamentável episódio.
**
Mas tem. Como se lembram todos, o grupo Ferreira Costa estava construindo uma filial aqui na cidade, ali por detrás do Carrefour, e foi obrigado a parar tudo porque a Prefeitura, que havia dado a licença para a instalação do grupo, cassou-a sem dizer porque, pra que e em nome de que ou de quem.
**
Foi triste ver as máquinas parando de funcionar e sendo embarcadas para Natal, foi triste espiar a cara de tristeza dos candidatos a emprego, dos quinhentos empregos levados daqui pra fora, dos impostos que deixaram de entrar nos cofres do Estado e da Prefeitura.
**
Por que? O que levou a Prefeitura a agir assim? Quem pediu ao prefeito para cassar a licença do Ferreira Costa? O que foi alegado para justificar tamanho disparate?
**
O silêncio do prefeito compromete mais do que uma explicação fajuta.Alguem tem que falar, dizer alguma coisa, antes que apareçam as insinuações maldosas , os disse me disse,as fofocas de esquina, os cochichos nos bares.