A mulher estava se passando por uma paciente em estágio avançado de câncer e por isso recebia mensalmente auxílio do INSS

Agentes da Polícia Federal deram voz de prisão a uma mulher que estava fraudando o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) desde 2015. O fato aconteceu na manhã desta sexta-feira, dia 01, quando a senhora A.M.G, 46 anos, compareceu a agência na cidade de Patos para encaminhar documentos sobre o seu benefício.

A.M.G estava se passando por uma paciente em estágio avançado de câncer e por isso recebia mensalmente auxílio do INSS. A estelionatária usou documentos e exames de uma mulher de sua própria família que, de fato, estava com câncer. O laudo existia, mas não era da farsante que gozava de saúde, usava um carro de luxo e demonstrou frieza no momento da abordagem feita pelos agentes da Polícia Federal.

A estelionatária ainda tentou negar a fraude, porém quando os policiais federais foram mais incisivos, ela confessou o crime. A.M.G foi conduzida para a Delegacia de Polícia Federal, localizada no Bairro Salgadinho, em Patos.

O prejuízo aos cofres públicos pode chegar a média de R$ 33.000,00. A Polícia Federal irá investigar como A.M.G conseguiu usar o laudo da paciente em estágio avançado de câncer como se fosse dela própria e se agia sozinha ou fazia parte de uma organização criminosa. A reportagem do Patosonline.com só teve acesso as iniciais do nome da mulher.

Fonte PatosOnline