policia-federal-2

A 3ª fase da Operação Desumanidade foi deflagrada na manhã desta terça-feira (21) para cumprir quatro mandados de busca e apreensão no Sertão do Estado. A operação tem o objetivo de desarticular um esquema de fraude em licitações e desvios na aplicação de verbas federais em contratação de empresas de fachada para a construção de obras públicas na cidade de Malta e é continuação da Operação Desumanidade, que foi deflagrada em 2015.

O Ministério Público Federal em Patos foi onde começaram as investigações da Operação Desumanidade, que revelaram prejuízos de cerca de R$ 1 milhão somente nesta terceira fase. A operação é uma atuação conjunta da unidade do Ministério Público Federal em Patos (PB), Polícia Federal, Controladoria Geral da União e Justiça Federal.

A ação envolve aproximadamente dois procuradores da República, três auditores da CGU, dez policiais federais e seis oficiais de justiça da Justiça Federal. A investigação permanece em sigilo de Justiça.

Fonte e Crédito: CLICK PB