torres

Revelações de bastidores indicam um clima pesado entre os secretários João Azevedo (Infraestrutura), e Luiz Torres (Comunicação), que tem comprometido a campanha do pré-candidato a governador. As informações foram obtidas com exclusividade pelo jornalista Anderson Soares, e têm provocado intensa repercussão nos bastidores.

Pelo que circula, e ainda de acordo com o jornalista, “João diz que foi vítima de um processo de fritura, patrocinado pelo jornalista, que culminou com a retirada de sua candidatura a prefeito de João Pessoa. Desde então, os dois se evitam”. Há a suspeita de que o secretário de Comunicação poderia estar fazendo corpo mole na campanha de João ao Governo também.

Há poucos dias, João foi a Monteiro, e passou pelo constrangimento de não ter um só prefeito para recepciona-lo. O caso viralizou nas redes sociais e causou mais especulações sobre o que estaria ocorrendo com a candidatura de João Pessoa, especialmente após o governador jogar duro e cobrar de aliados, deputados e secretários, envolvimento na campanha de Azevedo.

A informação do final de tarde desta quinta (dia 9) indicava a demissão do jornalista do Sistema Arapuan, por ter feito a postagem em seu blog, segundo o portal Polêmica Paraíba (https://goo.gl/ALktDU).

CONFIRA A ÍNTEGRA DA POSTAGEM QUE TERIA MOTIVADO A DEMISSÃO…

“O governador Ricardo Coutinho (PSB) não admite divisão interna no jardim girassol no tocante à candidatura de João Azevedo ao Governo do Estado. Ricardo quer todos “vestindo a camisa”  e “arregaçando as mangas” em prol da massificação  do nome de Azevedo.

Esse foi o  recado dado aos deputados, durante café da manhã, realizado na Granja Santana, semana passada.  O governador cobrou também o empenho de secretários que, até então, não tinham abraçado a candidatura de João, como é o caso do secretário de Comunicação, Luís Tôrres.

De acordo com fontes palacianas, Tôrres e Azevedo não se falam desde o ano passado. Nos bastidores, João diz que foi vítima de um processo de fritura, patrocinado pelo jornalista, que culminou com a retirada de sua candidatura a prefeito de João Pessoa. Desde então, os dois se evitam.

Aliados de Estela Bezerra e Gervásio Maia, também confidenciaram que foram vítimas do comunicador. Estela no ano passado, quando tentava se firmar como candidata do grupo à Prefeitura da capital e Gervásio mais recentemente, quando foi ventilado como opção para disputar o Governo do Estado.

Incomodado com a disputa interna e divisão do grupo, Ricardo disse ao secretariado que não admite desunião. Luís e João voltaram a se cumprimentar, porém, Azevedo não quer O jornalista no pelotão de frente da campanha. O primeiro desafio de João, é conquistar o apoio “dentro de casa”.

Fonte: Blog de Helder Moura