A Petrobras elevará os preços do GLP residencial envasado em botijões, o gás de cozinha, em 4,5 por cento, em média, a partir das zero hora de domingo, informou a estatal nesta sexta-feira em comunicado.

“O reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais, influenciada pela conjuntura externa e pela proximidade do inverno no Hemisfério Norte. A variação do câmbio também contribuiu”, explicou a empresa, em nota.