A imagem pode conter: 1 pessoa, bebê
Com apenas 7 meses, o pequeno Lucas Miguel Lima da Silva está internado em Campina Grande – PB com suspeita de Atrofia Muscular Espinhal (AME) tipo 1

Essa linda criança de 7 meses apenas, nascida em 02 de março de 2017, de nome Lucas Miguel Lima da Silva, encontra-se internada no Hospital de Trauma Don Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande/PB, com suspeita de Atrofia Muscular Espinhal (AME) tipo 1.  
Também conhecida por Amiotrofia Espinhal, a doença é degenerativa de origem genética e que mais mata crianças até os 2 anos de idade, sendo das mais comuns do sistema nervoso central e a mais frequente dentre as doenças autossômicas recessivas, com incidência de um para dez mil nascimentos. Estima-se que uma a cada 50 pessoas sejam carreadoras da AME1.
Podendo ser dividida em quatro tipos, a Atrofia Muscular Espinhal ou Amiotrofia Espinhal tipo 1 (AME infantil – Werdnig-Hoffmann), a mais grave delas, pode apresentar sintomas desde a vida intra-uterina.
De acordo com informações, a mãe do pequeno Lucas Miguel chama-se Luzia e tem apenas 15 anos. Já o pai, José Matheus Leite da Silva, tem 19. Ambos, de origem humilde e carentes, são moradores da cidade de Água Branca, no Sertão da Paraíba, e estão precisando de ajuda para arcar com as despesas com o tratamento do filhinho. 
Desde o dia 13 de setembro Lucas Miguel encontra-se internado no Hospital de Trauma de Campina Grande, onde está entubado, respirando de forma artificial, com suspeita de AME (Atrofia Medular Espinhal), doença cujo nome faz lembrar o verbo AMAR, mas tem sido o motivo do seu sofrimento e tristeza dos seus familiares e amigos.  
Leiam o emocionante pedido de socorro da campanha ‘Ame Lucas Miguel’ e contribuam com o seu tratamento através da contas abaixo:

Meu nome é lucas miguel, nasci em 02.03.2017, estou atualmente com 07 meses, sendo que desde 13/09/17 me encontro internado no Hospital de Trauma Don Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande/PB.
Estou ENTUBADO com suspeita de AME (Atrofia Medular Espinhal), embora o nome nos faça lembrar do verbo (Amar) ela tem sido o motivo de meu sofrimento e tristeza para minha família e amigos. .
Você já ouviu falar nessa doença?

AME – É a doença genética que mais mata crianças até os 2 anos de idade, eu já tenho 07 meses, logo completarei 1 ano e estou com muito medo, titias (os) ela me tirou o direito de respirar sozinho, por isso os médicos tiveram que me entubar… minha “Madrinhas” já providenciaram meu exame de DNA e estão tentando evitar a TRAQUEOSTOMIA… Ah titios, ouvi dizer que se não conseguirem que eu respire através de uma máscara terei que usar um tubinho na minha garganta… Estou aqui suportando firme… infelizmente peguei uma bactéria e tenho que ficar bom logo, pois terei que fazer uma cirurgia para me alimentar através da minha barriguinha, sem isso as minhas Madrinhas não vão conseguir evitar a TRAQUEO… Essa doença cruel enfraquece minha musculatura e gera uma paralisia muscular progressiva… a cada dia eu vou ficando mais debilitado e dependente de cuidados, também não posso ficar muito tempo entubado… já estou cansado de dormir, estou com saudades da minha mamãe e Papai!

Preciso de ajuda! Primeiramente OREM por mim… tenho que ficar bom logo dessa bactéria pra poder fazer a cirurgia da Gastrostomia.
Para que minhas Madrinhas consigam a VNI (Ventilação Não Invasiva) pra mim!

Dados Bancários
➡️104 – Caixa Econômica Federal
Ag: 0737
Op: 13
Poupança: 92265-9

Lucas Miguel Lima da Silva
CPF: 146.985.264-00
********************************************
➡️001 – Banco do Brasil
Ag: 2699-9
Var: 51
Poupança : 201047-X

José Matheus Leite da Silva (pai)
CPF: 708.209.854-57

Facebook: ame Lucas Miguel
Joyz: @amelucasmiguel
Email: amelucasmiguel@gmail.com
Vakinha: amelucasmiguel

A imagem pode conter: 1 pessoa, close-up