Temer empenhou R$ 1 bilhão em emendas para deputados no mês da denúncia
Foto: Sérgio Lima/PODER 360

Valor só não ultrapassa os de junho e julho, durante 1ª denúncia

Bancada do Rio foi agraciada com R$ 113 milhões em setembro

Deputados fluminenses deram 23 votos contra Temer em agosto

Do Poder 360

O governo empenhou em setembro R$ 1 bilhão em emendas parlamentares de deputados federais, que vão julgar a admissibilidade da denúncia contra Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral).

Os recursos foram reservados, mas ainda não liberados. O repasse só não é maior do que em junho (R$ 2 bilhões) e julho (R$ 2,2 bilhões), quando tramitou na Câmara a 1ª denúncia contra Michel Temer.

O Planalto empenhou R$ 54 milhões em emendas parlamentares de integrantes da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara. A 2ª denúncia contra o presidente Michel Temer será analisada no colegiado. O grupo emitirá 1 parecer recomendando andamento ou suspensão da denúncia ao plenário.

A CCJ é formada por 132 deputados (66 titulares e 66 suplentes). Neste link há a lista de todos os deputados com emendas empenhadas em setembro.

R$ 239 MILHÕES EM NOME DE DEPUTADOS E R$ 767 MILHÕES ÀS BANCADAS

Ao todo, Temer liberou R$ 239 milhões para emendas de todos os deputados. Entre os 10 mais agraciados estão 8 congressistas da base de apoio ao governo. O petista Chico D’Angelo (RJ) e a deputada Eliziane Gama (PPS-MA) são os “intrusos” na lista.

O Planalto liberou mais recursos por demandas de bancada. Foram R$ 767,5 milhões empenhados a pedido das bancadas estaduais no Congresso. A do Rio de Janeiro foi a mais beneficiada, com R$ 113 milhões. Assim como os deputados, as bancadas têm direito a destacar investimentos do Orçamento.

Emendas de bancadas estaduais empenhadas em setembro

A bancada do Rio (45 deputados) é a 3ª maior da Câmara, atrás de São Paulo (70) e Minas Gerais (55). Na votação da 1ª denúncia contra Temer, 23 deputados do Rio foram contra o presidente.

Outros 20 foram favoráveis e 2 faltaram. Dos 23 deputados que votaram contra o Planalto, 12 são de partidos aliados ao governo. Leia como votaram os fluminenses.