A partida entre São Paulo Crystal e Nacional de Patos, suspensa pelo MP da Paraíba, pela semifinal da 2ª divisão do Paraibano, acabou causando revolta no time sertanejo e em seus torcedores, que viajaram em vão da cidade sertaneja para João Pessoa. A delegação do Nacional estava hospedada na capital desde a tarde de terça-feira, agora, sem uma definição de quando ou onde será finalmente a partida de volta da semifinal.

O treinador Marcos Nascimento falou sobre a decisão. “Foi uma decisão totalmente equivocada, primeiro, decide-se que a partida não seria jogada em Cruz do Espírito Santo por uma questão de segurança. Quem decidiu isso, não foi o Nacional, não foi a Federação, foram os órgãos responsáveis pela segurança pública. Viemos para o Almeidão como determinado, treinamos a nossa equipe, nos preparamos, nos concentramos para o jogo e vamos voltar sem saber quando será a próxima partida”. lamentou o técnico do Canário do Sertão.

Fonte: Nordeste 1