SUMIÇO DE JOVENS, PRISÃO DE EX-DELEGADO, ASSASSINATO DE EX-PM E MORTE EM ACIDENTE DE TRÂNSITO DEIXAM TAVARENSES APREENSIVOS
 
A imagem pode conter: atividades ao ar livre
Conhecido pela fervorosa religiosidade que o identifica, o acolhedor povo de Tavares, no Sertão da Paraíba, vem sofrendo nos últimos dias as agruras da violência que diuturnamente se vê nos noticiários das grandes cidades.
Sem falar nos casos relacionados a pequenos roubos comumente registrados, misteriosamente dois jovens sumiram na noite de 26 de agosto, quando ambos informaram em casa que iriam a uma casa de show local. Desde então, o desespero tomou conta dos familiares dos adolescentes desaparecidos e, em vão, a polícia fez buscas no município no sentido de localizá-los.
Outro caso que surpreendeu a todos na região, foi a prisão do sargento Fábio na última quinta-feira, dia 31 de agosto. O policial militar aposentado, juntamente com outras pessoas, foi acusado de cometer crimes no município onde trabalhou inclusive como delegado e há muito tempo reside.
Já na manhã de sábado (02), outra notícia surpreendeu mais ainda: o cabo Tenório, um tavarense que foi expulso da Polícia Militar do Estado da Paraíba depois de ter sido condenado pelo assassinato de um vereador conterrâneo seu, onze anos depois é executado na feira livre da cidade de Guarabira, no Brejo paraibano. Um jovem de 26 anos, morador de Princesa Isabel, foi preso em flagrante e confessou o crime.
Na noite do mesmo sábado, os corpos de Lucas Vieira, de 16 anos, e José Aparecido, de 17, foram encontrados na zona rural de Tavares em avançado estado de decomposição. Os cadáveres eram dos dois jovens misteriosamente desaparecidos em 26 de agosto, tendo um deles sido identificado na ocasião pelo próprio pai. 
Como se não bastasse tanta notícia ruim em tão pouco tempo, na tarde desta quarta-feira a cidade foi abalada mais uma vez com a notícia do trágico acidente de carro, ocorrido no Rio Grande do Norte, que ceifou a vida da jovem Ana Karoline, de 23 anos, filha do cabo Adelmo, outro PM tavarense.     

Basta! Tavares não merece!

A imagem pode conter: atividades ao ar livre