O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, e os outros oito governadores do Nordeste divulgaram uma carta, na tarde desta terça-feira (5), contra a privatização da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), que funciona na região.

O documento, que é direcionado ao presidente Michel Temer, cobra explicações e aprofundamento no debate, antes da tomada de decisão por parte do Governo Federal.

“A essas demandas acostamos as nossas, não por duvidarmos dos propósitos de Vossa Excelência e de seus auxiliares, mas por entendermos ser do interesse de todos – inclusive, e principalmente, do Governo – que nunca pairem dúvidas sobre o que se pretende ao propor mudanças estruturais em setores de tamanha relevância econômica e social”, diz.

Dentre as sugestões propostas pelos governadores, está a possibilidade de excluir a Chesf da Eletrobras, vinculando a empresa ao Ministério da Integração Nacional, transformando-a em empresa pública e mantendo a concessão de usinas.

Eles também propõem a unificação de órgãos de desenvolvimento regional como Dnocs, Sudene, Codevasf e Chesf.

Além de Ricardo Coutinho, a carta também foi assinada pelos governadores Renan Filho (Alagoas), Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará), Flávio Dino (Maranhão), Wellington Araujo (Piauí), Jackson Barreto (Sergipe) e Paulo Câmara (Pernambuco).