Em entrevista nesta quarta-feira (31) ao Master News, programa da Tv Master, o secretário de Educação do Estado, Aléssio Trindade falou sobre a infraestrutura das escolas técnicas e os novos laboratórios de ciências.

“Cento e oitenta e dois laboratórios foram distribuídos para as maiores escolas, escolas técnicas e estaduais, como o Lyceu Paraibano”. Segundo Aléssio, os laboratórios permite aos alunos uma experiência mais aprofundada com os fundamentos e princípios da física, química, eletricidade.

Foi disponível um investimento de cerca de 100 mil na estruturação dos laboratórios. “Convidei colegas professores de universidade que se interessam nos laboratórios para aplicação da prática de seus alunos”, disse Trindade sobre a admiração dos professores.

“Temos disponível toda parte de vidrarias para aplicação da prática de química. Os alunos das escolas públicas as vezes vem com deficiências em matemática, e chegando na impressora 3D estes conhecimentos são necessários.”
O ******* destaca a importância da aplicação das ciências exatas para o futuro e formação de cada alunos. “Matemática não é um bicho de sete cabeças, é conhecimento que se leva pra vida”.

Todo este trabalho e investimento na educação requer o trabalho conjunto do Estado e do Governo Federal. “O estado coloca uma parte dos recursos e o governo federal entra com a outra”.

Será inaugurada a Escola Técnica de Itabaiana que contará com “um laboratório de ciências.” A escola terá o funcionamento integral e técnico. A escola técnica de Campina Grande está com as obras avançadas e “será entregue ainda este ano, no mais tardar fevereiro do ano que vem”.

PROGRAMA GIRA MUNDO

O programa Gira Mundo visa dar oportunidades a estudantes do segundo ano do ensino médio ao acesso a novas culturas e línguas, investindo na educação.

“Cinquenta estudantes vão para o Canadá. Houve uma seleção. Mil alunos estão estudando inglês”. Entre os alunos será aplicada exame para selecionar os estudantes que farão intercâmbio estudantil em outros países.”

“É impressionante a contribuição que os alunos estão dando para suas cidades com a aprendizagem fora do país”, disse o secretário. E ainda destaca que “é da continuidade destas ações que virá o crescimento”.

Fonte: A Redação

Créditos: Estagiária Érika Soares