O salário do INSS é muito importante para os brasileiros, além de um direito do trabalhador. Entretanto, o valor não é suficiente para manter o padrão de vida e, ao que tudo indica, os trabalhadores se aposentarão cada vez mais tarde. Atualmente, mais de um terço, 33,9% dos aposentados brasileiros, continuam trabalhando para complementar a renda, segundo pesquisa do SPC Brasil e da CNDL.

Portanto, veja abaixo 6 ações para não comprometer o futuro de forma negativa, organizando as fianças e se preparando para a aposentadoria desde já:

1- Defina o padrão de vida

O primeiro passo para mudar é pensar no padrão de vida que deseja ter após se aposentar. Será que para viver dignamente você precisará da ajuda de parentes ou de outras pessoas? Infelizmente, isso acontece com milhões de brasileiros. É importante ter consciência que mesmo tendo trabalhado a vida toda com carteira assinada, contribuindo para o INSS, a quantia recebida dificilmente será suficiente.

2- Comece o quanto antes

Tenha em mente também que o quanto antes você pensar em seu futuro, mais fácil será para poupar dinheiro e atingir a quantia desejada. Há diversas modalidades de investimentos adequadas para a aposentadoria, como previdência privada e tesouro direto. Vale a pena conhecer um pouco mais a respeito.

3- Tenha um método

Você precisa acumular um capital que renda o dobro do que deseja ter mensalmente. Por exemplo: caso deseje obter dessa aposentadoria privada R$ 3 mil por mês, seus investimentos precisarão render R$ 6 mil por mês. Assim, você saca metade e deixa a outra metade rendendo, para que o dinheiro se recapitalize e se preserve. Elaborei uma planilha que faz esse cálculo automaticamente, basta incluir suas informações. Acesse o Cálculo de Aplicação para a Independência Financeira.

4- Poupe mensalmente

Comece a poupar todos os meses para atingir essa meta conforme o planejamento. Quanto mais cedo começar, melhor, pois poderá escolher uma estratégia entre ou poupar um valor menor mensalmente ou poupar um valor maior, ser mais agressivo e adiantar a conquista da independência financeira;

5- Faça um diagnóstico

Caso tenha dificuldades para poupar, faça um diagnóstico financeiro por 30 dias, anotando todas as suas despesas, separando por categorias (como alimentação, transporte, vestuário, educação, guloseimas, etc). Assim reconhecerá o seu comportamento financeiro e saberá quais hábitos pode mudar para diminuir ou eliminar despesas e conseguir poupar para a aposentadoria, tendo em mente o sonho de ter qualidade de vida no futuro.

6 – Invista o valor

Invista o valor poupado para a independência financeira em fundos adequados para sonhos de longo prazo, como Previdência Privada e Títulos do Tesouro Direto. Como essa é uma reserva muito importante, fruto de anos de trabalho, caso queira diversificar em investir em ações, é aconselhável destinar apenas cerca de 10% para essa modalidade, considerando o alto risco da aplicação.

Fonte: Notícias ao Minuto