O patoense William Medeiros Anastácio, com sua equipe SG e-sports, vêm fazendo sucesso como jogador do Dota 2, um jogo eletrônico do gênero Action Real-Time Strategy, também considerado do gênero Multiplayer Online Battle Arena, desenvolvido pela Valve Corporation. O Dota 2 é um tipo de jogo que consiste de cinco jogadores e o objetivo é destruir o adversário, numa dinâmica que envolve muita criatividade e inteligência. Cada participante tem um “nome de guerra” no jogo e o do  jovem patoense é “hFnk3”.

William Medeiros começou a jogar o Dota  em uma Lan House, quando tinha sete anos de idade. Há cinco anos ele é jogador profissional e a sua equipe já foi campeã brasileira por três vezes: em 2015 e 2016 pela Pain Gaming; e em 2017 pela SG e-sports.

Além do patoense William a SG e-sports é formada por um acriano, um carioca, um paranaense e um pernambucano. Essa equipe foi tricampeã brasileira em abril, no Rio de Janeiro, e no mesmo mês foi representar o país na competição mundial, de 27 a 30, em Kiev, na Ucrânia, e conseguiu chegar às quartas de final, faturando R$ 400 mil.

Não foi a primeira competição internacional que os jovens participaram. Em 2016 eles estiveram na China representando o Brasil.

A equipe é patrocinada, suas empresas pagam viagens e estadias, e eles recebem salário. É um trabalho  profissional, como qualquer outro.

William Medeiros tem 19 anos, reside no bairro São Sebastião, em Patos, tem dois irmãos (que praticam também o Dota e outros jogos) e o seu talento e criatividade para esse tipo de jogo tem despertado a atenção de outros jovens.

FolhaPatoense