O presidente Michel Temer só tem hoje 234 deputados a favor da reforma da Previdência, embora precise de 308 para aprovar o texto.

É o que mostra uma pesquisa realizada por entidades sindicais: 279 deputados se disseram contra reforma como está. Na pesquisa, 33 deputados optaram por não responder e 15 se disseram indecisos – o que pode piorar o cenário para Temer .

A sondagem foi feita pela Pública Central do Servidor, o Sindilegis (Sindicato dos Servidores do Legislativo Federal e TCU) e a Confederação Nacional dos Servidores Públicos Municipais (CSPM).

No Senado, onde Temer ganhou a clara oposição do ex-presidente da Casa, Renan Calheiros, o cenário é delicado também. Não há hoje 49 votos no Senado para a aprovação da PEC. Daí a onda de mudanças no texto para agradar a entidades que têm boa representatividade junto a senadores.

Desde a semana passada o presidente, pessoalmente, e os ministros palacianos (Eliseu Padilha e Antonio Imbassahy) se esforçam no contato pessoal com deputados. (IG)