“Estamos diante de uma das maiores crueldades que se ousou perpetrar contra o nosso povo”, diz o senador Roberto Requião (PMDB-PR) sobre a proposta de reforma da Previdência de Michel Temer; “Não basta que sejamos um dos países líderes da desigualdade social, o que mais cava fundo e instransponível o fosso entre os que mais têm e os que nada têm? Não basta que tenhamos sido o último país a, pelo menos formalmente, acabar com a escravidão, o que, até hoje, produz sequelas gravíssimas? Não basta? Querem mais ainda? Querem agora eliminar uma das poucas possiblidades de os brasileiros terem um mínimo de dignidade e de proteção na velhice?”, questiona

247