Tião Lucena

 Já
recebido pelo Planalto o ofício encaminhado pelo governador Ricardo
Coutinho (PSB), ainda na tarde de ontem, segunda-feira (24), solicitando
uma audiência com o presidente Michel Temer (PMDB) para tratar de temas
referentes à Paraíba, entre eles, o rebaixamento que impede o Estado a
realizar empréstimos.


No
ofício, o governador destaca ainda que deseja que quer tratar
pendências de ordem financeira e pagamento de obras e ações executadas
em parceria com o Governo Federal e que pelo não atendimento dos
compromissos, estão comprometendo a conclusão de projetos em curso.


Durante
o programa fala governador, Ricardo destacou a necessidade de conversar
com o presidente da República e admitiu a possibilidade de ingressar
judicialmente contra União para poder receber os valores conveniados.


“Se
não houver sensibilidade, evidentemente que uma demanda judicial
precisará ser feita, porque o interesse coletivo da população jamais
pode ficar prejudicado, pois o Estado precisa ter recursos para
investir. Eu não estou pedindo dinheiro ao governo federal. Não estamos
pedindo. Eu estou querendo o direito, enquanto governador, dentro das
condições do Estado, que tem um dos menores comprometimentos de
pagamento da dívida com a receita, assuma novos financiamentos para
gerar mais desenvolvimento e sair da crise. Não se sai da crise
encolhendo, mas sim gerando emprego, fazendo obras. Queremos dinheiro
dentro da capacidade do Estado para investir. Se aumentou o
comprometimento foi porque a receita caiu. E caiu porque caiu o FPE”,
detalhou.